Tecnologia

Governo de Alagoas abre até 200 vagas de trabalho na área da tecnologia

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti) e da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeal), lança, nesta quinta-feira (9) às 16h30, no Centro de Inovação, no bairro do Jaraguá, a segunda fase do Programa OxeTech Work. Com até 200 vagas de trabalho disponíveis na área da tecnologia, o edital estará disponível para consulta na plataforma, a partir da sexta-feira (10).

Qualquer jovem que possua conhecimentos básicos na área de tecnologia ou áreas correlatas pode participar. Os selecionados receberão do Governo de Alagoas, bolsas no valor de R$ 1500 durante seis meses e, após esse período, a empresa contratante passa a assumir o salário do estudante por mais 12 meses, podendo este ser contratado ao final do processo e começar a fazer parte do quadro de funcionários da empresa.

O Oxetech Work, em sua primeira fase, já conectou mais de 60 jovens ao mercado de trabalho tecnológico do Estado que seguem se desenvolvendo e se capacitando em uma das áreas que mais cresce no Brasil e no mundo.

Para o secretário da Secti, Silvio Bulhões, a ideia é ampliar, cada vez mais, esse programa que faz parte de uma trilha para profissionalização dos jovens, onde eles podem iniciar fazendo os cursos gratuitos da plataforma ou dos laboratórios, até chegar a conquistar uma vaga de trabalho.

“Vamos continuar ampliando o número de vagas para que os jovens tenham mais oportunidades na área de tecnologia e inovação. Nossa meta é ofertar 400 vagas anualmente, sendo 200 a cada semestre, totalizando 1600 oportunidades no próximo quadriênio”, disse Silvio Bulhões.

Nova Lei da Inovação Tecnológica

Na ocasião, também será lançada e encaminhada à Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), a Nova Lei da Inovação Tecnológica do Estado que passou por alterações e inclusões de terminologias e conceitos no que tange aos Marcos das CT&I e ao Marco Legal das Startups, incluindo novas nuances à Inovação e às próprias Startups, bem como as ideias de “Encomendas Digitais”, “Bônus Tecnológico”, “Aceleradora Incubadora de Empresas”, “Cidades Inteligentes”, “Vulnerabilidade Digital” e “Tecnologias Sociais”, demonstrando uma maior complexidade no uso das CT&Is como veículos de mudanças sociais com Políticas Públicas que se atualizem ao cenário atual.

What's your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0

You may also like

More in:Tecnologia

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *